2020 nos aprontou altas confusões. As confusões que aprontamos em 2020.

Todo ano temos uma vontade enorme de agradecer os clientes que trabalharam com a gente, mas sempre acabamos perdendo o timing. Sem contar com o medo de entrar num sentimentalismo além da conta, típico dessa época. Dessa vez, decidimos não deixar passar esse momento de fazer uma pequena retrospectiva nossa. E, do jeito que o ano foi, achamos que temos direito até a uma certa pieguice. Acontece!

Aqui a gente tá sempre animado para começar um ano novo. É a hora em que não só pensamos em trabalhos novos, como paramos refletir sobre o processo de trabalho da Plau e melhorar o que não está funcionando. Em 2020, estávamos mais empolgados do que o normal. Vários projetos legais estavam encaminhados e parecia o ano em que faríamos do type design uma atividade tão presente na nossa rotina quanto o branding.

Como cê sabe, rolou uma mudança de planos no meio.

Um projetaço que fizemos esse ano e foi meio pré e meio pós isolamento foi a paleta tipográfica para a consultoria In. Um cardápio de fontes incluindo uma família sans, uma serifada e uma mono espaçada. Não tinha nome mais sugestivo para esse momento do que “In” né… 🤦🏽️


Aí veio a quarentena e nossa vida e a dos nossos clientes ficaram, digamos, bagunçada.

O primeiro projeto nosso iniciado e completado no isolamento foi um sprint de branding para a hamburgueria Burger-for-a-day, do chef Ian Baiocchi. Além de estarmos nos acostumando ao trabalho 100% remoto, foi a primeira vez que fizemos um projeto completo tão rápido. Em 10 dias fomos de não ter nem nome decidido a enviar os materiais para a gráfica. Como se não bastasse isso tudo, essa mudança rápida e certeira deu tão certo que permitiu o Ian manter todos os seus negócios vivos e preparados para a etapa de reabertura. Uma prova real do valor do design em meio ao caos.

Outro momento de grande emoção foi poder colaborar com o time da UBU em conteúdos tipográficos do mais alto nível.

No final das contas, sim (!) conseguimos colocar muita e muita type na nossa rotina: ajudamos não só um, mas dois unicórnios a terem suas identidades mais tipográficas. VTEX e Stone são dois dos projetos que nos encheram de orgulho esse ano.

VTEX Trust - Uma família tipográfica universal da VTEX

Agora imagina nossa alegria quando a NotCo decidiu que nós é que cuidaríamos da sua identidade tipográfica nova. Além de ser uma marca super inovadora (e muito cool, diga-se de passagem), é um trabalho que a gente vai poder ver todo dia em pontos de venda.

Falando um cool, vamo ser sincero: tem coisa mais maneira do que fazer uma fonte para um jogo de videogame? Trabalhamos com a desenvolvedora finlandesa RedHill Games para criar uma tipografia exclusiva para o jogo “Nine-to-five”, com direito a cirílico e tudo!

Se a parada é entretenimento e tela, o que foi o projeto do Canal Brasil? A Tátil deu essa moralzona para a gente e nos chamou para criar a fonte derivada dos logotipos que eles fizeram para o canal. O resultado é uma das fontes mais divertidas e impactantes que já desenhamos.

Ainda tivemos a oportunidade de trabalhar de novo com o cliente que mora nos nossos <3: Granado. Só eles para nos fazerem sair de casa depois de muitos meses de pandemia. Pintamos dois polvilhões comemorativos dos 150 anos da empresa, no Pão de Açúcar e no aeroporto do Galeão.

Não deixamos de lado nossa biblioteca de fontes de varejo. Nosotros metemos el lueco e lanzamos la Salsero, fuenta muy guapa e brincajona inspirada en el comunicacion popular del México e está disponible para ustedes en el Aduebe Fuentes.

A gente sabe que você, que está lendo, muito provavelmente passou por coisas muito parecidas com as nossas. Que também teve que se adaptar e que todos os estúdios de design puderam passar para o modelo remoto sem grandes dramas. Essa história não é sobre como somos especiais. É sobre como ficamos felizes de ver que a tipografia pode ser um negócio valioso mesmo num cenário devastador como o que vivemos agora.

Mas a gente também aceita se 2021 nos trouxer mais vacinas do que fontes.

Valter Vinícius Costa é formado em Comunicação pela UFRJ e designer da Plau. Apaixonado por tipografia e por escrever, neste blog ele une os dois interesses.
Rodrigo Saiani é fundador da Plau e type designer. Suas fontes podem ser vistas em canais de televisão, plataformas de games, livros e sites pelo mundo.
Leia mais sobre os assuntos:
Receba conteúdos tipográficos com a newsletter da Plau!
inscreva-se
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.